icon face  icon twitter  icon youtube

Ano Jubilar do Carmelo - Fevereiro 2018

“A minha alma já estava cansada e, embora quisesse, seus maus costumes não deixavam a deixavam descansar. Aconteceu-me de, entrando um dia no oratório, ver uma imagem guardada ali para certa festa a ser celebrada no Mosteiro. Era um Cristo com grandes chagas que inspirava tamanha devoção que eu, de vê-Lo, fiquei perturbada, viso que ela representava bem o que Ele passou por nós. Foi tão grande meu sentimento por ter sido tão mal-agradecida àquelas chagas que o meu coração quase se partiu; lancei-me a seus pés, derramando muitas lágrimas e suplicando-Lhes que me fortalece de uma vez para que eu não O ofendesse.” (Santa Teresa de Jesus, livro da Vida 9, 1)

Primeira palavra: GRATIDÃO!
Gratidão a Deus e aos nossos irmãos de caminhada. Gratidão a nosso amado pastor, D. Tarcísio Scaramussa que se mostrou profundamente unido a Celebração da Missa Comemorativa em nosso Ano Jubilar, onde contamos com presença fraterna de seu irmão no Episcopado D. José Luiz Bertanha. Nosso Bispo enviou-nos umas palavras de acolhida a D. José, que foram lidas no início da Celebração. Com imensa alegria agradecemos sua atenção e cuidado dedicado para conosco.

Gratidão também a D. José Luiz que prontamente acolheu nosso convite, cumulando-nos de alegria por poder reencontrar esta querida Diocese de Registro. D. José, que nosso Senhor impulsione sempre mais sua Diocese a lançar-se em águas mais profundas e conte sempre com o auxílio de nossa estima e orações.
A Celebração Comemorativa deste mês de fevereiro, revestida pelo silêncio e recolhimento próprios deste tempo da graça, foi iluminada pela experiência fortíssima de conversão de nossa Santa Madre Teresa de Jesus, “o fato decisivo”, que a levou a um encontro que mudou sua vida”, dentro deste tempo favorável ressoa para nós como a voz do próprio Senhor que continuamente nos chama a conversão. E quem foi utilizado como instrumento da graça para iluminar nossa consciência com palavras fortes e muito bem colocadas foi nosso estimado irmão D. José Luiz Bertanha, Bispo da Diocese de Registro, que em sua homilia dentre tantas outras preciosidades, nos disse: “Deus nos quer filhos e filhas muito amados junto de Si e nos apresenta a possibilidade de escolha entre dois caminhos – A vida ou a morte – a bênção ou a maldição – e ainda corremos o risco de escolher mau o caminho...” E partir da lógica da escolha D. José Luiz foi nos dando os tesouros da graça dirigindo-se ao povo e a nossa Comunidade mais especificamente. Foi um momento riquíssimo para nós, uma experiência bela, fruto do carinho providente de Nosso Deus, pois no dia seguinte (dia 16/fevereiro) a Diocese de Registro comemoraria 43 anos de existência, tendo sido guiada pelas Mãos de Deus e retornar “ao primeiro amor em sua Diocese de origem” Bendito seja Deus que nos uniu em seu amor.
Permaneçamos unidos em oração, certos de que nos encontraremos no Altar do Senhor.

Em Jesus e Maria nosso Sumo Bem,
Suas Irmãs, Monjas Carmelitas Descalças

Com a palavra nosso convidado...

Um Jubileu Celebrativo no CARMELO DAS MONJAS

Fomos convidados para visitar o Carmelo e celebrar com as Monjas um momento de um dia, fazendo acontecer o Jubileu Celebrativo do Carmelo São José em Santos. Foi uma surpresa agradável. Um grupo de 20 pessoas: dois coroinhas, dois ministros extraordinários da Eucaristia, um leigo dirigia alguns comentários, leitores da palavra, um cantor do salmo, o Bispo e o grupo de cantores.. Todos da Diocese de Registro. Fomos acolhidos pelos funcionários, em seguida, através das grades pela Madre Superiora do Carmelo.

Logo nos preparamos para a celebração da Eucaristia, de início umas palavras da Superiora e outra Monja leu uma mensagem de D. Tarcísio Scaramussa de Santos saudando os visitantes. Havia vizinhos do Carmelo que partilharam juntos.

Em 15 de dezembro de 1948, era inaugurado solenemente, em Santos, o Carmelo de São José e da Virgem Mãe de Deus. A Diocese de  Santos e as mesmas monjas do Carmelo festejam os 70 anos de sua inauguração...

A gratidão é realizada por gente que tem memória, história e que agradece a vida recebida e as graças alcançadas.

Nesta noite, nós que viemos da Diocese de Registro nos irmanamos à Comunidade das irmãs para celebrar o caminhar do jubileu de 70 anos de vida do Carmelo São José e da Virgem Mãe de Deus.

A vida enclausurada é um dom Deus a pessoas especiais. Vivem em clausura a fraternidade, comunidade de vida simples, revestida de alegria e sustentada por muita oração. Abandonaram o mundo para fazer no Carmelo um pedacinho do céu. Um dom, um carisma para pouca gente. – Lá fora existe muito barulho, pressa, correria de fazer coisas, aqui no mosteiro, o silêncio, a simplicidade, o recolhimento ajuda o encontro com Deus.

Louvemos nesta celebração a vida desta comunidade. Santificam a própria vida rezando pelas necessidades da Igreja. Neste momento: fazer da Igreja, uma Igreja missionária. Que Deus fecunde de graças as Irmãs que vivem nesta casa.

Vamos juntos Carmelo, comunidade em seus 70anos, celebrar o Jubileu e a Diocese de Registro, com 43 anos de vida, no dia de amanhã, 16 de fevereiro, celebrar com alegria e fé a Palavra de Deus e o encontro com Jesus Eucarístico.

Depois da Missa houve uma confraternização e possibilidade do grupo de Registro conversar com as Monjas. Foi bonito de ver. Tudo foi novidade, as monjas continuavam atrás das grades, mas muito atenciosas, sorridentes, transmitindo paz, num papo gostoso...

Todos aprendemos o significado do Carmelo, a vida e o carisma das Monjas, a admiração desta maneira de seguir a Jesus Cristo.

Voltamos para casa sabendo que a vida de um Carmelo é pautada na oração litúrgica e silenciosa, na simplicidade de meios, na alegria e amizade. As monjas, são mulheres atrás das grades, um carisma especial de viver a liberdade com toda dignidade. Uma vida simples de muita oração. Uma vida pobre de muita alegria. Uma vida contemplativa de muita paz.

D. José Luiz Bertanha
(Bispo Diocesano da Diocese de Registro)