icon face  icon twitter  icon youtube

Cantarei eternamente...

“Cantarei eternamente as misericórdias do Senhor!”
Deus, em sua infinita misericórdia me escolheu para ser sua esposa amada.
Minha vocação para a vida religiosa surgiu quando tinha 15 anos. Sou de família católica e praticante; todos os dias rezávamos o terço em família, em honra a Nossa Senhora.
Quando tinha 2 anos de idade fui curada por Nossa Senhora e, desde esse dia minha Mãe me consagrou a Ela. Devo-lhe minha vocação, pois com certeza foi Ela quem me guardou neste mundo.
Ingressei na Congregação das Pequenas Missionárias de Maria Imaculada aos 17 anos; ainda não me sentindo realizada nesta Congregação de vida ativa, movia-me o desejo ardente de maior silêncio e recolhimento, vinha-me o desejo de ser Monja Carmelita.
Depois de 14 anos nesta Congregação, o meu desejo com o desejo de Deus se realizaram: fui admitida neste Carmelo e sinto-me muito feliz por estar aqui nesta Casa que é dEle. Seguindo o exemplo de Santa Teresinha, a qual amo e escolhi como Mestra quero tornar Deus mais conhecido e amado nesta terra, oferecendo pequenos sacrifício pela salvação das almas.
“Cada carmelita deve tomar o lugar dos que não amam ou amam mal, dos que não rezam ou rezam mal e, entregar-se  toda  pela salvação do mundo e salvação das almas, pela Igreja, pelos seus Sacerdotes”
Agir, sofrer, amar!

Irmã Maria Teresa de Jesus Eucarístico e dos Santos Anjos, ocd